Produção de açúcar do centro-oeste crescerá 8,8% em 20/21, a de etanol cairá 1,9%

06/11/2019 08:15

A produção de açúcar do centro-sul do Brasil na próxima temporada (2020/21) foi estimada em 28,5 milhões de toneladas, aumento de 8,8% ante a temporada anterior, de acordo com avaliação da FCStone, que apontou uma maior destinação de cana para a produção do adoçante.

“Para o mix produtivo esperado para 2020/21, é preciso considerar que a piora nas perspectivas de produção nos principais players da Ásia, bem como na União Europeia, deve elevar ainda mais o déficit na safra-mundo de 2019/20 (out-set)”, explicou a corretora e consultoria nesta quinta-feira.

Para o período, a FCStone estima déficit de 7,7 milhões de toneladas no mercado global de açúcar em 2019/20 (outubro-setembro), ante superávit de 0,2 milhões no período 2018/19, em meio a reduções expressivas na produção da Índia e Tailândia.

Segundo relatório, embora os estoques elevados em alguns países possam atuar como fator limitante à valorização do açúcar no curto prazo, espera-se que, de modo geral, “a forte redução na fabricação total da commodity resulte em viés altista às cotações internacionais”.

Fonte: Reuters

Deixe seu comentário